Mídias e Digitalização

Mídias Eletrônicas e a Digitalização de Documentos

Hoje no mercado existem diversos tipos de mídias eletrônicas, cada qual com suas vantagens e desvantagens. Capacidade, preço e durabilidade são os principais fatores a serem levados em conta. Obviamente, quando estamos implantando um sistema personalizado de gestão eletrônica de documentos podemos combinar diversos tipos de mídias num mesmo contexto. Abaixo uma tabela indicando o tempo de vida útil médio de diversos tipos de mídia:

Tipo de mídia Durabilidade
Fita cassete 1-2 anos
Filme/Microfilme de 8mm 5-10 anos
Filme/Microfilme de 4mm 10 anos
Cartuchos 3480 12 anos
CD-ROM (Gravado a laser) 15 anos
CD-ROM (Prensado) 20 anos
DVD-ROM (Gravador a laser) 18 anos
DVD-ROM (Prensado) 25 anos
Disco Optico-Magnético 30 anos
Hard-Disk (HD) (depende da tecnologia) 10-35 anos
Disco W.O.R.M. 90-100 anos

Estratégias Básicas para Armazenamento e Gestão Eletrônica de Documentos

Existem três estratégias fundamentais que podem ser empregadas no processo de armazenamento digital de documentos:

  • Sistema COM (Computer Outfit Microfilm): Sistema onde armazenamento das informações geradas pelo sistema de GED, armazenadas predominantemente em microfilmes.
  • Sistema COLD (Computer Outfit Laser Disk): Sistema mais utilizado hoje em dia, devido ao baixo custo das mídias ópticas. Neste sistema os dados digitalizados produzidos pelo sistema de gestão eletrônica de documentos são armazenados predominantemente em mídias ópticas (CDs, DVDs, etc..)
  • Sistema COMD (Computer Outfit Magnetic Disk): Sistema mais caro, porém o mais eficiente. Nele toda a informação gerada pelo sistema de GED é armazenada em mídias tais como Hard Disks, Discos Optico-Magnéticos ou então Discos WORM.
  • Sistema COMM (Computer Outfit Multiple) hibrido, nele a informação produzida pelo sistema de gestão eletrônica de documentos é armazenada em diversos tipos diferentes de mídia, dependendo da importância da informação e também do tempo que ela necessita de ser armazenada.